Warning: in_array() expects parameter 2 to be array, string given in /home/mixse325/public_html/wp-content/plugins/wordpress-mobile-pack/frontend/sections/show-rel.php on line 37

Mulher, cantora e símbolo da resistência da identidade negra: Nina Simone

23 08

2015

Documentário “What happened, Miss Simone?” retrata carreira e luta na vida da cantora

“O que eu fazia não era música clássica, nem popular, mas música em defesa dos direitos civis. Todos os meus amigos foram exilados ou simplesmente assassinados. Fiquei meio perdida, amarga, paranoica, imaginando que podia ser morta a qualquer momento.” Nina Simone

Pianista e cantora com timbre áspero e inconfundível de uma mulher cujo talento é esplêndido,  Nina Simone sonhava em ser uma grande concertista, apesar das inúmeras dificuldades. Eunice Waymon começou tocando piano e foi obrigada a cantar até, enfim, tornar-se Nina Simone. Duplamente marginalizada por ser mulher e negra, Nina atuou com frequência no movimento negro norte-americano das décadas de 50 e 60 e lutou por um feminismo inclusivo -especialmente negro. Além de ter sido perseguida pela atuação no combate ao racismo, a cantora também sofreu violência doméstica do marido que a espancava.

A dura trajetória da conturbada vida da cantora, além de ouvida e sentida no seu piano e na sua voz, foi retratada com relativa maestria no documentário “What happened, Miss Simone?” da timidamente premiada diretora Liz Garbus. A obra apresenta a carreira e a vida de Nina com exclusividade sob um olhar inédito, apesar do formato habitual de documentário.

Muitos conhecem a cantora de Feeling Good por sua música, mas o documentário traz uma nova perspectiva e nos permite entender a grandeza dessa mulher que teve altos e baixos e procurava lutar por seus ideais também sem suas músicas, como nas canções Ain’t Got No, I Got Life e Mississippi Goddamn.

Diante dos novos casos de racismo registrados nos EUA, como o massacre de Charleston, poderíamos imaginar a indignação de Nina cantando no funeral das vítimas assim como fez no do ativista pela causa negra Martin Luther King Jr.

Independente de se gostar ou não da música de Nina Simone, conhecer sua história e sua luta vale a pena. O documentário “What happened, Miss Simone?” está disponível no serviço de streaming Netflix.

2 Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

© 2017 MixSea | Desenvolvido no Wordpress por Dk Ribeiro
%d blogueiros gostam disto: