Warning: in_array() expects parameter 2 to be array, string given in /home/mixse325/public_html/wp-content/plugins/wordpress-mobile-pack/frontend/sections/show-rel.php on line 37

A Incríqvel Historia de Adaline | Crítica

10 11

2015

Título original: The age of Adaline

Ano de produção: 2015

Duração: 1h 53min

Direção: Lee Toland Krieger

Nacionalidade: EUA

Gênero: Romance, Fantasia e Drama

Nota: nota 4 MIXSEA

 

O filme conta a história da personagem Adaline (Blake Lively) que, depois de sofrer um acidente de carro e uma serie de fatores que aconteceram depois, não conseguiu mais envelhecer. A princípio, quando você lê a resenha do filme você acha: é só mais um filme retardado de menininha onde a mulher não morre; mas quando vê o filme muda totalmente de ideia.

Como ela não envelhece, sua filha alcança a sua idade e para Adaline não ser considerada uma aberração ou ser tratada diferente, vive se mudando, de país e cidade; ela toma todo o cuidado do mundo para não ser fotografada e nem reconhecida pelos mais velhos.A té que um dia, em uma festa de ano novo ela encontra o personagem Ellis Jones (Michiel Huisman) e tudo muda, finalmente ela acha um motivo para parar de fugir e se esconder, quando vai visitar a família de Ellis tem uma surpresa inesperada que irá complicar um pouco sua relação.Posso dizer que Blake Lively se superou nesse filme, fez uma super atuação e provou que esse papel não poderia ter sido interpretado por outras atrizes.

Trailer:

“Você viveu todos esses anos e não constituiu uma vida”

2 Comentários

  • Andressa Caetano - 01/01/2016 as 1:34 pm

    Esse filme é muito bunitinho!

  • Pia Torres - 14/09/2016 as 8:10 pm

    Com prós e contras, mas no geral é muito bom. Com a distribuição adequada e dignidade com que Krieger enfrenta as convenções do gênero, The Age of Adaline (a propósito aqui eu pendurá-los site oficial com as próximas transmissões: http://www.hbomax.tv/sinopsis.aspx?prog=TTL602741) acaba sendo um acervo considerável, embora não excelente, melodrama romântico. Uma história que pode estar relacionada com as grandes bandas de romances apaixonado estilo de The Notebook (Nick Cassavetes, 2004), Message in a Bottle (Nicholas Sparks, 1999) ou uma caminhada nas nuvens (Alfonso Arau de 1995 ). No entanto, adicionando um elemento “mágico” que pode colocar mais em relação ao O Curioso Caso de Benjamin Button (David Fincher, 2009), Meet Joe Black (Martin Brest, 1998) ou Eternos série que podemos ver em nossas televisões hoje.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

© 2017 MixSea | Desenvolvido no Wordpress por Dk Ribeiro
%d blogueiros gostam disto: