Warning: in_array() expects parameter 2 to be array, string given in /home/mixse325/public_html/wp-content/plugins/wordpress-mobile-pack/frontend/sections/show-rel.php on line 77

Precisamos falar sobre Star Wars – O Despertar da Força

08 01

2016

Imagem de star wars and movie

No fim do ano passado (2015, não 14, ok?) estreou nos cinemas do mundo um dos filmes mais aguardados de todos os tempos: star wars episódio 7 – o despertar da força. Que agradou a grande maioria dos fãs antigos e conquistou mais um monte novos não há duvidas. O 7º filme da série tem superado grandes bilheterias da história do cinema. Por isso, e muito mais, esse post é sobre o episódio 7 de star wars. Então, lá vão 7 tópicos sobre o filme (o universo no geral) que eu achei relevante (sem spoilers, portanto sem profundidade no enredo):

1º – PreImagem de force, jedi, and star warscisamos falar sobre Rey: Ela é uma das personagens principais do filme (talvez a principal) e a grande aposta para os próximos, mas o mais interessante é que Rey é uma mulher em um papel que normalmente é interpretado por homens na indústria do cine
ma (outro filme que traz personagens femininas fortes é Mad Max). Quem viu o filme sabe toda a relevância da personagem e quem não viu (o que você tá esperando?) com certeza vai se surpreender. A atriz – Daisy Ridley – é fantástica e cativante, fez total jus à importância da personagem para a trama e, com toda certeza, irá fazer muito mais.

2º – Precisamos falar sobre Finn: Outro personagem de suma importância para o filme é Finn. Stormtrooper fugitivo, Finn foi, brilhantemente, usado como amostra para humanizar e problematizar os soldados. Mas não só por isso, Finn representa uma quebra da soberania de personagens brancos do cineImagem de finn, tfa, and john boyegama. Algo muito decorrente, principalmente com adaptações, é o “whitewashing”, ou
seja, um embranquecimento de personagens. No caso de Star Wars, um personagem principal negro rompeu com isso. E que personagem sensacional!

3º – PRECISAMOS falar sobre o robozinho BB-8: O mais cativante de todos presentes no filme: BB-8. Um robozinho que proporcionou cenas maravilhosas de se assistir. Não há como descrever aquela coisinha sem ser mostrando, por isso, fica aí esse vídeo:

4º – Oscar Isaac e um elenco sen-sa-cio-nal: Oscar Isaac, lupita nyong’o, Daisy Ridley, John BoyegImagem de poe dameron, star wars, and oscar isaaca, Adam Driver, Harrison Ford, Carrie Fisher, Gwendoline Christie e outros formaram um elenco incrível, que proporcionaram cenas e momentos espetaculares! A dinâmica dos personagens e as brilhantes atuações durante todo o filme foram deliciosos de assistir. Destaque, entre o elenco, para Oscar Isaac (Poe Dameron), que, aparentemente, é o novo queridinho da internet (e não é atoa).

5º – AH! As referências: Quem é fã da série não deixou de sorrir com a primeira aparição de Han Solo e do Chewbacca e a cada frase ou cena referência aos filmes antigos, como chamar a Millennium Falcon de lixo (alô Luke Skywalker no episódio IV). O filme mirou no futuro com um pezinho no passado e esse pezinho deixou momentos marcantes para qualquer fã da saga. Mesmo quem não é fã sentiu a nostalgia que o filme transmitiu, talvez, ou principalmente, por ter sido feito por um declarado fã da série: J.J. Abrams.

6º – A INTERNET VAI EXPLODIR COM TANTAS TEORIAS: Se tem uma coisa que o episódio VII fez foi abalar a internet. O merchandising da Disney foi excepcional (quem lembra da barrinha de carregar do google em forma de lightsaber) e logo após a estreia do filme várias teorias sobre os personagens, o que irá acontecer, a relação com o passado tem tomado conta. Eu já li algumas excepcionais, mas não vou postar aqui. Quem tiver interesse, jogue no google: star wars theories e se divirta. NÃO recomendo fazer isso sem ter visto o filme, sério. Contém muitos spoilers.

7º – Mal podemos esperar para o próximo episódio: O próximo filme da série será um spin-off chamado “Rogue one- a star wars story” com data de lançamento para 2016. Já a sequência do Despertar da Força tem data marcada para 2017 e mal podemos esperar por ele! Mas, enquanto 2017 não chega nos resta esperar e procurar entender um pouco mais sobre esse universo que vai muito além dos cinemas – sério – ou rever o episódio VII muitas e muitas vezes, porque é bom demais! 😀

BB-8, FINN, REY, CHEWIE AND HAN AT THE MILLENNIUM FALCON. (A dinâmica desse grupo é uma das melhores coisas do filme).

Obs.: Tem tanta coisa nesse filme que é MARAVILHOSO, alguns nem tanto (Kylo Ren), mas eu tentei ao máximo não dar spoilers. Inlcusive, ninguém deveria saber algo sobre o filme antes de vê-lo, a surpresa do plot é uma das melhores sensações.

Filmes vs Vida Real

28 12

2015

Lembra daquele filme ~muito mentiroso~? Como será que ele iria ser se acontecesse na vida real?

Nem sempre o que acontece nos filmes é um reflexo da vida real, as vezes há um exagero de efeitos especiais e drama que a cena acaba se tornando ficcional demais, então, para sanar a dúvida de como seria essas cenas na vida real, achamos este vídeo que ilustra algumas cenas da ficção, na vida real:

Os 10 filmes mais esperados que estrearão em 2016

30 11

2015

Todo mundo sabe que 2016 reserva lançamentos de vários filmes super esperados, listamos 10 mais aguardados, fãs de quadrinhos e filmes vão adorar:

10-Warcraft: O primeiro encontro de dois mundos

Esse filme está com altas expectativas e a data certa de lançamento é dia 30/06/2016, de acordo com o trailer, o filme é sobre um reino que viveu em paz até a chegada dos Orcs, que chegaram no reino por meio de um portal com a intenção de destruir seus inimigos colocando tudo em risco.

9- O caçador e a rainha de gelo

Esse filme mostra a vida do caçador do filme “Branca de Neve e o caçador”, o filme mostra a vida do caçador e da rainha antes de conhecerem a Branca de Neve, a data de lançamento é dia 21/04/2016, e pelo trailer o filme vai ser muito bom

8- Alice através do espelho
É uma continuação do filme “Alice no país das maravilhas”, nesse filme Alice volta ao País das maravilhas para salvar o chapeleiro que está em perigo, a data de lançamento é dia 26/05/2016, o trailer lançado não é muito grande mas já dá aquele gostinho de quero mais

7-Batman vs Superman: A origem da justiça
esse com certeza é um dos filme mais esperados,a DC Comics está chegando com força e todos estão super curioso para saber como será a adaptação dos quadrinhos para o filme, a data de lançamento é dia 24/03/2016 e o trailer foi lançado na Comic Con desse ano

6- Procurando Dory
Quem lembra de Procurando o Nemo da Pixar com certeza se lembra da personagem Dory, que é uma peixinha que se esquece de tudo e raramente se lembra de alguma coisa, nesse filme a Dory esquece completamente quem ela é e o Nemo e o Marlim ajudam ela, a data de lançamento é dia 30/06/2016

5-Animais fantásticos e onde habitam
Quem é fã de Harry Potter está contando os dias para a estreia desse longa, o filme ainda não tem trailer mas tem fotos, e a data de estréia é dia 17/11/2016

4-Deadpool

Esse filme promete se um grande sucesso pois esse herói na minha opinião é um dos melhores, não pelas habilidades, mas pela zueira que ele faz toda vez que enfrenta um inimigo, a data de estréia felizmente é dia 11/02/2016

3- Capitão América: Guerra Civil
Depois de muita espera e animação para o trailer, todos estão eufóricos para ver o filme, onde o Capitão América se desentende com o Homem de Ferro por causa de seu Amigo Buck (recomendado assistir antes capitão América 1 e 2 e vingadores 1 e 2 antes de assistir esse filme) a data de lançamento é dia 28/04/2016

2- O Regresso
Esse é um dos filmes mais esperados por todos na academia do Oscar e para todos os fãs de filmes baseados em histórias reais, O Regresso é protagonizado por Leonardo DiCaprio que segundo ele foi o filme mais difícil de sua carreira. O filme se trata do personagem Hugh que vai para o oeste americano para ganhar dinheiro caçando, ele é atacado por um urso, fica gravemente ferido e é enterrado vivo e abandonado pelo parceiro John, mas ele se levanta e vai buscar vingança. A data de lançamento é dia 04/02/2016, será que dessa vez vai Leonardo?

1- Esquadrão Suicida
E o filme mais esperado do ano é da DC comics, a data de lançamento infelizmente é muito longe, dia 04/08/2016, mas lançaram o trailer esse ano para deixar as pessoas loucas querendo assisitir o filme… e funcionou!Basicamente o filme é sobre um esquadrão dos melhores vilões da DC Comics, incluindo o Curinga e a Arlequina, muitas pessoas já falaram que a adaptação esta um pouco fora do esperado e que vale mais a pena comprar os quadrinhos, eu quero ver o filme e ler os quadrinhos porque realmente vale a pena.

You know what they say about the crazy ones? – Esquadrão suicida

007 Contra Spectre | Crítica

23 11

2015

Lançado no início de novembro de 2015, 007 Contra Spectre se mostra como mais um longa da franquia com todos os clichês e algumas cenas corretas. Embora não se trate do pior filme desta safra, é muito inferior, por exemplo, a 007 – Operação Skyfall (que é apenas bom) e Casino Royale.

 

Título original: Spectre

Estúdio: B24, Columbia Pictures, Danjaq

Ano de produção: 2015

Duração: 2h 30min

Direção: Sam Mendes

Nacionalidade: EUA, Reino Unido

Gênero: Ação, Espionagem

Nota: Nota 3 MIXSEA

 

~SPOILER LEVE~ O filme inicia no México no dia dos mortos perseguindo um criminoso. O desfecho disso culmina na descoberta de uma organização criminosa: a Spectre. O filme prossegue e se encontra uma relação entre essa organização e alguns sistemas de espionagem. Integrantes dessa organização já cruzaram com Bond em outros carnavais…https://i0.wp.com/covilgeek.com.br/wp-content/uploads/2015/07/Spectre-007.jpg?resize=679%2C425

Há alguns pontos altos e muitos baixos no filme. Quando começa a haver suspense, por exemplo, há uma brusca quebra da expectativa e o ritmo do filme desacelera novamente. Por outro lado, a fotografia da obra é muito boa e a trilha sonora é média. Há a chiclete música tema desde filme (Writing’s On The Wall) interpretada por Sam Smith e praticamente só.

O longa desenvolve bem até certo ponto, mas tem dificuldade em te prender na poltrona no do filme. Há cenas desnecessárias e saídas muito forçadas pra certos mistérios durante a trama. Os porquês são confusos e, por vezes, forçados para a história “fechar”. Ao refletir sobre o filme, percebe-se que o roteiro é confuso, superficial e, em muitos momentos, equivocado. Conta com as já clichês canetas explosivas, Bond Girls sem sal, um vilão que quase não aparece e um Bond menos esperto, menos sedutor e simplesmente violento.

Aqui é uma questão pessoal: sempre achei Daniel Craig como James Bond meio sem sal e, nesse filme, ele se superou (negativamente) nesse quesito.

Assista ao trailer de 007 Contra Spectre:

 

Jogos Vorazes: A Esperança – O Final | Crítica

20 11

2015

Vejo algumas pessoas discutindo sobre a qualidade do filme Jogos Vorazes: A Esperança – O Final e, a cada argumento, percebo o quanto vejo claramente que este filme foi excepcional e que sua história não é para qualquer um. O último filme é um Jogos Vorazes real dos tempos modernos, sem câmeras, sem regras, só a indignação de um povo.

 

Título original: The Hunger Games: Mockingjay – Part 2

Distribuição Nacional: Paris Filmes

Ano de produção: 2015

Duração: 2h 17min

Direção: Francis Lawrence

Nacionalidade: EUA

Gênero: Aventura , Ficção científica

Nota: nota 5 MIXSEA

 

 

Jogos Vorazes, uma saga que não somente mais um blockbuster qualquer. Para quem ainda não conhece a história da saga se passa meio a muita indignação, em uma nação chamada Panem que foi dividida em uma capital e 12 distritos. Cada um desses distritos é responsável por um setor para manter a capital, além disso, eles fornecem dois adolescentes entre 12 e 18 anos para competiram no reality show chamado Jogos Vorazes, só uma pessoa sai viva destes jogos (na teoria). Devido a exploração da capital, a desigualdade social e a brutalidade dos Jogos Vorazes, os distritos, um por um, vão se solidarizando com a força e senso de justiça da protagonista Katniss, que quer uma nação melhor, para todos.Agora, no último filme da saga, a trama retoma no momento que termina a Parte 1, quando Ketniss (Jennifer Lawrence) é atacada por Peeta (Josh Hutcherson), que esta fora de si, o que deixa a heroína com mais cede de vingança do Presidente Snow (Donald Sutherland)

Gostaria de chamar a atenção para uma das coisas que pode ter feito desse filme oque ele é hoje: a escolha do elenco. Jennifer Lawrence dá uma aula de interpretação como Katniss Everdeen, por não ser uma personagem rasa e não ter as características de uma heroína como estamos acostumados, Jennifer trabalha muito bem os picos de emoções da personagem, com muita bravura, coragem e astucia, mas ao mesmo tempo com tantos conflitos e inseguranças. Josh Hutcherson também brilhou nesta saga, principalmente nos dois últimos filmes, e sobretudo no último, quando o seu personagem ganha mais espaço. Ele conseguiu nos passar toda a angústia que Peeta estava passando e conseguimos acessar de forma muito sensível os conflitos internos que o sufocavam. O elenco de apoio também surpreendeu com sua qualidade, Donald Sutherland, Sam Claflin, Jena Malone e Elizabeth Banks, todos muito bons com carreiras ótimas, mas o conjuntos de todos eles vale ouro.

Tudo muito bom, tudo muito bem, mas é claro que um filme não é 100%, até porque nem sei se isso é possível, mas um personagem que deixou a desejar, durante toda a saga foi Gale. Não consegui engolir a atuação de Liam Hemsworth, ele estava muito perdido nas cenas, com o olhar vazio e falta de inspiração. Talvez, seja porque esta no inicio de sua carreira, e por isso perdoamos, mas em meio de tantas feras, os fracos ganham destaque, e não do jeito positivo.

 É curioso perceber o quanto as sagas atingem um número grande de pessoas, de todas as idades. Jogos vorazes, como já disse, não é só mais uma, ela é A saga. Não há mais como comparar Jogos Vorazes com Crepúsculo, ou Harry Potter, ou Divergente. Jogos Vorazes vai mais fundo do que nenhuma outra saga foi, tratando de assuntos como manipulação da mídia, desigualdade social, miséria, revolução, autoritarismo, dentre outros, são questões muito sérias para que fiquem só nas telonas, e isso contribuiu muito para o sucesso dos filmes, porque o público entendeu o que Katness quer, entendeu que ela passa uma mensagem também a nós, e que o mundo dela, com todas aquelas injustiças, também é o nosso. Muita coisa para uma história infantojuvenil não? Talvez esteja na hora de começarmos a olhar com outros olhos este universo muitas vezes menosprezado e tão farto, o universo infantojuvenil. Natalie Dormer e Jennifer Lawrence em 'Jogos Vorazes: A Esperança - O Final' (Foto: Divulgação/Paris Filmes)

movies film jennifer lawrence trailer the hunger games

 Devemos nos lembrar de que o Jogos Vorazes que vemos nos cinemas é uma adaptação de uma obra literária. Veja bem, adaptação. Não cópia. Os produtores seguiram muito bem os livros escritos por Suzanne Collins, respeitaram muito o que as páginas contam, até porque não podia ser diferente, já que a história era de Suzanne, afinal de contas, mas eles não podem também desconsiderar o senso de arte que têm, desconsiderar suas carreiras e não colocarem toques deles no filme, senão algo estaria errado. Digo isso pois muitas pessoas ficaram indignadas com o final da história nos cinemas por passar uma ideia de que ficou tudo bem, ou de que acabou tudo lindo.

Vejo o final como merecido, os produtores de cinema resolveram mostrar o lado satisfeito de Katness, depois de tantas lutas, frustrações e perdas, Katness merecia um pouco de paz. Isso não significa que ela não tenha ficado traumatizada para o resto da vida com as coisas que aconteceram, só significa que resolveram mostrar o lado esperançoso da protagonista, de como ela queria viver a sua vida. Afinal, “a esperança é a única coisa maior do que o medo” não? Se não víssemos este lado de Katness, o que restaria seria só medo. Vejo o final do filme como um complemento ao final do livro, cada um mostrando uma face do que restou de tanta barbari. É por isso que disse lá em cima que não é uma história para qualquer um, você precisa estar aberto a novas experiências e deixar suas emoções livres para poder enxergar tudo o que a história tem a nos mostrar. Eu, a cada vez que vejo novamente um filme da saga, acho alguma coisa nova, e isso me desafia muito, o que é bom que um filme faça.

Outra peculiaridade da saga, e sobretudo neste final, é que os personagens principais têm pouca fala, eles são mais observadores, mas de ação do que fala. principalmente Katness. Por causa disso, os atores tiveram de usar todas as cartas na manga para passar o que os personagens sentem. Cada simples gesto, cada olhar furioso, cada risada sínica e cada lágrima sincera eram verdadeiras aos olhos dos espectadores, mechem com as sensações de quem esta tão envolvido com a história, e quando conseguimos atingir os sentidos, a coisa fica cada vez mais verdadeira. Neste último filme, em que se tem mais ação e suspense, os picos de emoções que os espectadores prometem deixar guardado na memória um filme tão sincero, e bem produzido, como Jogos Vorazes: A Esperança – O Final é, assim como toda a saga.

Jogos Vorazes: uma saga que merece a quantidade de fãs que tem, que denuncia injustiças e nos faz enxergar que mesmo nos lugares e situações mais remotas, há esperança. Com certeza, uma saga que deixará saudades.

Veja o trailer do filme:

Veja como foi nosso encontro de fãs de Jogos Vorazes AQUI

© 2017 MixSea | Desenvolvido no Wordpress por Dk Ribeiro