Warning: in_array() expects parameter 2 to be array, string given in /home/mixse325/public_html/wp-content/plugins/wordpress-mobile-pack/frontend/sections/show-rel.php on line 77

15 vídeos de artistas lendo poemas de Carlos Drummond de Andrade

03 12

2015

Há quem diga que Drummond é o melhor poeta do Brasil. Não costumo classificar poetas como num ranking qualquer, mas é impossível negar que, sem dúvida, Drummond é um dos melhores. Escritor da realidade, da rima simples, da poesia que vê longe, suas palavras entraram em nossa língua portuguesa e em nosso imaginário nacional.

Para celebrar a memória de Carlos Drummond de Andrade, resolvi listar 15 vídeos de leituras de poemas do poeta feito por conhecidos artistas nacionais. Confira:

1- O Elefante, por Adriana Calcanhotto

2- Amar, por Marília Pêra

3- Os inocentes do Leblon, por Chico Buarque

4- Necrológio dos desiludidos do amor, por Fernanda Torres

5- Destruição, por Marina Person

6- Elegia a um tucano morto, por Pedro Drummond

7- Cantiga do Viúvo, por Elvira Bezerra

8- Especulação em torno da palavra homem, por Sandra Corveloni

9- Um boi vê os homens, por Joca Rainers Terron

10- História Natural, por Daniela Thomas

11- Confissão, por Milton Hatoum

12- A flor e a náusea, por Marlene de Castro Correa

13- Fraga e Sombra, por Antônio Cícero

14 – Elegia 1938, por Caetano Veloso 

15- O amor bate na aorta, por Drica Moraes

Por que Indiana, João? | Resenha

26 11

2015

Você já parou pra pensar em um assunto sempre muito discutindo, mas sem muita solução? Esse assunto é o bulling.

porque indiana joao

 

Titulo: Por que Indiana, João?

Autor: Danilo Leonardi

Ano: 2014

Páginas: 208

ISBN: 978-85-7855-238-1

Editora: Giz Editorial

Nota: nota 4 MIXSEA

 

 

Muitas vezes agimos, brincamos, fazemos piadas e damos apelidos a pessoas e não reparamos que isso afeta sim o próximo. As vezes as brincadeiras não são serias, não passam de um apelido, porém as vezes essas brincadeiras vão alem e se transformam em violência física, com brigas na porta da escola. Não damos o devido valor ao assunto por que todos pensam que é uma realidade muito distante, mas na verdade esta mais próximo que imaginamos, disfarçado na famosa ”zoeira” dando a desculpa com a famosa e tão divertida frase ”the zoeira never ends”, e esse bulling disfarçado é o que mais afeta e prejudica.

“Só posso ser decepcionado pelas expectativas que eu cultivo”

E esse é o tema do livro Por que Indiana, João? do autor Danilo Leonardi, no livro o João estudante do ensino médio com apenas 15 anos, morador de São Paulo, sofre a violência em sua escola de seus colegas de turma, eles o chamam de Uisque (Uisquisito), sempre fazem alguma violência, seja colar chiclete na carteira ou ate mesmo enfiar sua cabeça na privada e isso afeta toda a vida de João.

porque indiana joao

De repente toda sua vida muda quando ele involuntariamente resolve enfrentar seus agressores, ele só percebe o que fez depois que acontece e as consequências chegam.

O livro aborda uma temática séria e que todos deveriam prestar atenção para que não acontece, porém de um jeito divertido, com um romance embutido e com reflexões que te fazem pensar se as atitudes que você tem tomado são certas ou não.

“O homem, que, nesta terra miserável, mora, entre feras, sente inevitável necessidade de também ser fera”

Apesar de um preconceito que existe por parte dos leitores com livros brasileiros, o Danilo Leonardi não deixa a desejar, você deve sim dar uma chance para o livro e conhecer a historia do Indiana Jones brasileiro também conhecido por João Victor.

Escritores brasileiros que você deve conhecer

14 11

2015

E de conhecimento geral que os livros que fazem um sucesso maior são de escritores estrangeiros, mas existe vários escritores brasileiros muito bons tentando fazer com que suas histórias cheguem a várias pessoas afinal de contas o sonho de todo artista e ter o seu trabalho reconhecido e famoso e isso não e diferente dos escritores. Veja abaixo uma lista de alguns escritores que já fazem certo sucesso no Brasil e que tem livros incríveis de se ler.

Raphael Draccon

Rafael Albuquerque Pereira ou como conhecido Raphael Draccon e um escritor de literatura fantástica, ele já tem publicado 7 livros sendo a trilogia Dragões de Éter que são seus livros mais conhecidos, também tem os livros Fios de Prata e Espíritos de Gelo e também a sua nova série que e o Legado Ranger que ainda está em andamento.

Eduardo Spohr

Eduardo Spohr além de escritor e também um jornalista, professor, blogueiro e podcaster. Ele já publicou 5 livros sendo a trilogia dos Filhos de Éden e também publicou o livro A Batalha do Apocalipse e Protocolo Bluehand. Ele participa do Nerdcast e faz parte do blog Joven Nerd.

Pedro Bandeira

Pedro Bandeira e o autor de literatura juvenil mais vendido no Brasil com um total de 23 milhões de livros vendidos até 2012 e convenhamos isso não e pouca coisa ne, certamente você já teve quer ler um de seus livros na escola. Antes de ser escritor Pedro Bandeira já foi professor e já trabalhou no teatro profissional como ator, diretor, cenógrafo e com teatro de bonecos. Com mais de 80 titulos já publicado os seus livros mais conhecidos são o da série d’os Karas e A Marca de um Lagrima.

Affonso Solano

Affonso Solano além de escritos e um ilustrador, editor e podcaster, ele tem somente dois livros publicados que e O Espadachim de Carvão e O Espadachim de Carvão e as Pontes de Puzur, ele e um dos fundadores do podcast “Matando Robôs Gigantes” que tem como tema assuntos relacionados a cinema, jogos eletrônicos, quadrinhos e cultura pop, ele também e um colunista do site Tech Tudo.

Carolina Munhóz

Carolina Munhóz além de escritura e um jornalista, ela e integrante do site Potterish, atualmente ela já tem 8 livros publicados sendo eles A Fada, Eu Quero Ser Um Herói, O Inverno das Fadas, Feérica, Fui Uma Boa Menina?, Por Um Toque de Ouro e serie que possui dois livros até o momento de O Reino Das Vozes.

 

Menção honrosa

Como menção honrosa temos cartunista e empresário Mauricio de Souza, ele e a mente por trás dos gibis da turma da Mônica, do chico bento e outros gibis sendo um total de 18 títulos, por mas que ele seja um cartunista e não um escritor em si, ele tem direito a essa menção pois e com os seus gibis que muitas crianças entraram no mundo da leitura inclusive este que vos escreve, ele também e membro da Academia paulista de Letras

E claro que nesta lista falta vários escritores, mas fiz esta lista com o conhecimento que possuo de escritores brasileiros o que podemos ver que e minusculo e estou trabalhando nisso ^^

A tecnologia na Literatura

05 11

2015

Você já parou pra pensa em como tudo mudou nos últimos 20 anos? Pra você falar com alguém antigamente era só indo na casa da pessoa ou então ligando. O que acontecia do outro lado do mundo demorava muito tempo pra chegar ate aqui, quem estava lá era praticamente inalcançável, agora com um clique você tem acesso a tudo praticamente na hora que acontece, quem está lá, com um outro clique toda a distancia desaparece. Tudo isso graças aos avanços da tecnologia, e esse avanços chegaram ate mesmo na literatura.

Os e-readers estão caindo cada dia mais no gosto da galera, e opções não faltam. Vamos apresentar agora pra vocês três opções e quais são os benefícios de cada um.

  1. Lev Saraiva

O lev é o e-reader da Livraria Saraiva, tem a versão com luz embutida e a sem luz. O lev é uma boa pedida se você ler mais arquivos em formato de PDF por que o lev já vem com uma função embutida que converte o PDF  automaticamente o arquivo e o ajusta para uma leitura mais fácil. A versão mais simples e barata do aparelho custa em média R$299,00 e você encontra para comprar no site da Livraria Saraiva ou direto na loja.

     2. Kindle


O Kindle é o e-reader da gigante Amazon, também disponível em versões mais simples, com e sem luz. O maior beneficio que esse e-reader oferece é a sua agilidade, ele é bem mais rápido e preciso eu todos os outros dois concorrentes, a sua única desvantagem é ter uma memoria de 4gb mas não oferecer espeço para expansão, por que diferente do Lev e do Kobo ele não possui entrada para cartão SD. A versão mais em conta do Kindle custa em média R$299,00, pode ser encontrado direto no site da Amazon e em algumas cidades direto na loja Ponto Frio

     3. Kobo

O Kobo é o e-reader da Livraria Cultura, tão bom quanto todos os dois, mas ganha destaque na sua interface, mais simples, bonita , assim como o lev possui entrada para cartão SD. Também disponível em versão mais simples, com luz e sem luz, e também na versão com a tela em resolução Full HD, a versão mais simples custa em média R$299,00 e pode ser encontrado no site da Livraria Cultura e também direto na loja da Livraria.

Os três e-readers foram feitos em um tamanho menor para facilitar o transporte, a vantagem do Kindle e Lev é que ambos possuem uma loja direto do aparelho, no Kindle você pode comprar todos os livros que existem no catalogo da Amazon apenas com um clique e no Lev todas as obras disponíveis pela Livraria Saraiva também facilmente.

Muitos são contra e não abrem mão do cheirinho do livro físico, mas em termos de facilidade os e-readers são bem uteis. E qual é a sua opinião sobre eles? Tem algum favorito? Está pensando em comprar algum? Ou não abre mão do cheirinho maravilhoso que tem um livro novo?

Livro “A Cidade do Sol” do autor afegão Khaled Hosseini tem muito a nos dizer | Sinópse Crítica

03 11

2015

Titulo: A Cidade do Sol

ISBN: 9788520935521

Autor: Khaled Hosseini

Ano: 2007

Páginas: 368

Editora: Nova Fronteira

Nota:  nota 5 MIXSEA

 

Se, após uma guerra, cada sobrevivente pode ser reconhecido como um herói, o que dizer a respeito de Laila e Mariam? As duas protagonistas de “A cidade do sol” – romance do médico e escritor afegão Khaled Hosseini – unidas pelo destino ao casarem-se com o mesmo homem, não só conseguem salvar as próprias vidas em um contexto de constantes conflitos armados, como contribuem para o renascimento cultural da capital Cabul depois de mais de vinte anos de repressão.

A Cidade do Sol

“Aprenda isso de uma vez por todas, filha: assim como uma bússula precisa apontar para o norte, assim também o dedo acusador de um homem sempre encontra uma mulher a sua frente. Sempre.”

De volta ao Afeganistão, após quase três décadas distante de seu país de origem, dada a situação belicosa em que esse se encontrou entre 1979 e 2001, o autor retrata explendidamente o sofrimento de seus conterrâneos e as condições desumanas nas quais sobreviveram durante o período de conflitos entre facções de ideologias diversas, mesmo que unidas por principios autoritários.

A obra evidencia persistência e coragem por parte das protagonistas ao buscarem os próprios objetivos, mesmo conscientes de que a tentativa da conquista pela liberdade poderia custar-lhes a vida.

“Não se podem contar as luas que brilham em seus telhados, Nem os mil sóis esplêndidos que se escondem por trás de seus muros.”

Em suma, o romance é repleto de descrições físico-morfológicas, religiosas e culturais do Afeganistão, o que permite ao leitor uma rica reflexão sobre a vida da população local, capaz de comovê-lo e de fazer com que se sinta dentro da trama.

Texto de PEDRO COSTA BRUNETTA, nosso leitor assíduo

Nos envie AQUI também o seu texto

© 2017 MixSea | Desenvolvido no Wordpress por Dk Ribeiro