Luvas que traduzem linguagem de sinais em texto e fala

07 05

2016

Thomas Pryor e Navid Azodi são alunos do segundo ano de graduação da Universidade de Washington (UW) que estudam Engenharia Aeronáutica & Astronáutica  e Administração de Empresas, respectivamente. Os dois se conheceram seu primeiro ano e conectados através de um interesse comum em invenção e resolução de problemas.

Os dois são as mentes brilhantes que estão por trás da incrível luva que traduz linguagens de sinal instantaneamente veja abaixo um vídeo que explicam o motivo que levou eles a criarem tal invenção e que mostra como as luvas funcionam e onde eles.

Mais um avanço para a comunicação humana.

Empreendedor brasileiro cria primeira loja virtual de objetos para canhotos

03 05

2016

A cada 10 pessoas no mundo, uma é canhota. E, a cada 10 pessoas canhotas no mundo, 10 sofrem dificuldades no cotidiano por serem assim. Seja com as carteiras do colégio, com o mouse do computador, com a maçaneta da porta ou com um simples abridor de latas. Os destros não percebem, mas a maioria das coisas na nossa sociedade é desenvolvida para eles, já que são a maioria.

Pensando nisso, o brasileiro Ricardo Michels Silva abriu a loja virtual No Destro, que vende apenas produtos para canhotos. Por enquanto, a loja não vende uma quantidade grande de objetos, mas, segundo o empreendedor, está investindo muito em materiais escolares, como régua, tesoura, livros e cadernos.


Ricardo conta que a ideia de abrir a loja veio de um episódio da série Os Simpsons, onde Ned Flanders, o vizinho da família Simpson, tinha uma loja de produtos para canhotos. Então, pesquisou se existia algo do gênero na internet. Achou lojas apenas nos Estados Unidos, mas nada pelo Brasil. Um alívio para os canhotos.

O surpreendente “Capitão América: Guerra Civil”| Crítica

30 04

2016

ATENÇÃO: O post a seguir não contém spoilers comprometedores, mas se não quiser ter conhecimento algum sobre o filme, NÃO LEIA.

 

Título: Capitão América: Guerra Civil

Direção: Anthony Russo, Joe Russo

Ano: 2016

Duração: 2horas e 28 minutos

Nacionalidade: EUA

Gênero: Ação

Nota: nota 5 MIXSEA

 

 

Dia 28 de Abril de 2016 estreou nos cinemas brasileiros um dos maiores e, talvez, melhores filmes de super heróis já visto. Produzido pela Marvel/Disney, Capitão América: Guerra Civil alcança expectativas ao adaptar um dos mais famosos arcos das HQs, na medida do possível, uma vez que vários personagens das HQs ou não pertencem ao MCU (Marvel Cinematic Universe) ou não haviam sido introduzidos nos filmes e não seria adequado os apresentar na trama, sem desenvolvê-los.

Os últimos acontecimentos globais protagonizados pelos heróis levaram políticos de vários países a acordarem um meio de controlar as ações dos vingadores, e de qualquer um que aja por conta própria como vigilante, super-herói, etc. Esse é o principal fator que leva os vingadores a se dividirem em primeiro lugar. Lutando por seus objetivos e pelo que acreditam Steve Rogers e Tony Stark iniciam a ruptura nos, até então, bem estruturados Vingadores.

Fonte: weheartit.com

Claro que o fator político não é o único a mover os heróis. Quando Bucky Barnes é apresentado como ameaça, Steve Rogers não mede esforços para ficar ao lado do ex-amigo. Assim, escolhas são feitas, amigos lutam contra amigos, revelações alteram para sempre (talvez) as relações entre Vingadores e o futuro do grupo termina incerto.

Apesar da história, que é desenvolvida de forma fantástica, com reviravoltas inesperadas, é importante destacar o aparecimento de dois personagens incríveis e do desenvolvimento de outros. O Homem-Aranha de Tom Holland traz uma versão do amigo da vizinhança até então nunca vista nos cinemas: o cabeça de teia, literalmente, adolescente. Com papel fundamental no filme, é de se parabenizar o MCU por ter trazido o personagem para o seu universo. A trama teria sido certamente mais vazia e menos barulhenta sem Peter Parker.

O segundo personagem é o Pantera Negra, extremamente esperado pelos fãs e tão bem interpretado por Chadwick Boseman, que trouxe a essência e a elegância do T’challa. Elegância pela coreografia de lutas feitas pelo Pantera, que trouxeram uma satisfação aos olhos de tão bem feitas, e sua atitude na cena final. Ademais, foi possível apreciar mais momentos em tela de personagens como Bucky Barnes e Sharon Carter, essenciais nas histórias do Capitão América, Wanda Maximoff e Visão, importantes protagonistas de vários momentos.

Por fim, Capitão América: Guerra Civil é bem sucedido em introduzir tantos personagens ao filme e não deixar um sem desenvolvimento. Claro que nem todos puderam ser tão bem explorados, mas todos obtiveram seus momentos e importância para a história. Tecnicamente excelente, com cenas de lutas de tirar o fôlego e efeitos sonoros incríveis, o filme abre a fase três do MCU, deixa incertezas sobre o futuro do grupo e dos personagens e um gostinho de quero mais.

Fotógrafa trabalha com pintura com luzes imagens em movimento

26 04

2016

A fotógrafa Lucea Spinelli trabalha com pintura com luzes e resolveu inovar usando imagens em movimento. O resultado é bem legal e bonito, ela trabalha com a luz em lugares ótimos aonde ela pode significar várias coisas ao mesmo tempo.

“Ao fazer exposições longas, a película (ou sensor) torna-se uma tela enquanto o obturador permanece aberto, permitindo que a luz atue como uma tinta em um pincel” – explica Spinelli.

Veja o resultado desse trabalho:

Pintura de luzes - Gif animado 1

Pintura de luzes - Gif animado 4

Pintura de luzes - Gif animado 9

Pintura de luzes - Gif animado 10

Pintura de luzes - Gif animado 6

Pintura de luzes - Gif animado 14

Pintura de luzes - Gif animado 5

Pintura de luzes - Gif animado 7

Pintura de luzes - Gif animado 13

Pintura de luzes - Gif animado 12

Pintura de luzes - Gif animado 11

Pintura de luzes - Gif animado 8

Pintura de luzes - Gif animado 3

Pintura de luzes - Gif animado 2

Em breve resenha do livro Hotel Vitoria de Antonio H. Fernandes

20 04

2016

Hotel Vitória:O Hotel Misteriosopor Antonio Henrique Fernandes

Descrição

Paulo é um repórter investigativo de um grande jornal do litoral do Nordeste. em um período de férias, fica sabendo de um cidadezinha que em tempos áureos teve muitos turistas e que havia um hotel muito famoso no local. Nessa cidade, há muitos anos atrás, aconteceram dois crimes que mudaram completamente o panorama do hotel e em suas investigações, juntamente com sua noiva Roberta e uma ajuda inesperada, Paulo percebe que os acontecimentos não foram do jeito que os veículos oficiais retrataram.

© 2017 MixSea | Desenvolvido no Wordpress por Dk Ribeiro