Em “A bela e a adormecida”, a princesa adormecida é acordada com beijo de Branca de Neve | Resenha

04 09

2016

 

Titulo Original: The Sleeper and The Spindle

Autor: Neil Gaiman

Ano: 2015

Páginas: 72

ISBN: 9788579802492

Editora: Rocco
Nota: nota 5 MIXSEA

 

A nova releitura dos clássicos contos de fadas “A Bela Adormecida” e “Branca de Neve”, foi escrita por Neil Gaiman, que é renomado no ramo, e ilustrada por Chris Riddell, que é ilustrador de livros infantis e cartunista do jornal The Observer. O livro novo criado se chama, em português,  “A bela e a adormecida”.

a bela e a adormecida_neil gaiman

No livro infantojuvenil A Bela e a Adormecida, a protagonista Bela Adormecida é resgatada por um príncipe, nesta nova releitura, quem a acorda do sono com um beijo é Branca de Neve.

Nesta nova versão, uma jovem rainha prestes a se casar parte em uma jornada, na companhia de três anões, até um reino distante em que, segundo boatos, uma princesa enfeitiçada dorme o sono eterno. Na orelha do livro “A bela e a adormecida” está escrito:

“Você pode achar que conhece esta história. Uma jovem rainha está prestes a se casar. Há anões bons, corajosos e valentes; um castelo envolto em espinhos; e uma princesa enfeitiçada por uma bruxa, segundo dizem os boatos, em um sono eterno.

Mas aqui não há ninguém esperando que apareça um nobre príncipe em seu fiel cavalo. Este conto de fadas é tecido com um fio de magia negra, que vira e revira, brilha e reflete. Uma rainha pode acabar se revelando uma heroína, se uma princesa precisar ser salva…”

a bela e a adormecida

É um livro de narrativa suave mas muito empolgante. A história é muito bem amarrada, o narrador é muito bem construído e a história tem sentido, ela não mais uma junção qualquer de dois contos de fadas, é realmente uma outra versão da história, muito bem feita. Além de todas as questões literárias, devemos também falar das questões sociais que o livro trás, questões ainda polêmicas em nossa sociedade mas que devem ser discutidas, e trazer isso também para o universo literário é muito importante, porque assim, podemos ver que os problemas não são nossos, e sim da humanidade, e que esses assuntos têm importância e devem ser discutidos, e o livro espalha essa ideia.

Vale a pena ler. Como já foi dito, não é a história tradicional dos contos de fadas que está sendo contada (de novo) neste livro, é uma história totalmente nova, mas que tem como base as duas personagens principais que já conhecemos, é muito interessante e trata de assuntos atuais, então, vale a leitura.

Em entrevista ao Telegraph, o escritor disse: “Não tenho paciência com histórias em que mulheres são resgatadas por homens. Você não precisa ser salvo por um príncipe”. Gaiman é conhecido por roteirizar a história em quadrinhos Sandman nas décadas de 1980 e 1990, além de ter escrito bestsellers como O Oceano no Fim do Caminho (2013), O Livro do Cemitério (2008) e Deuses Americanos (2001). Riddell, também tem um extenso e reconhecido trabalho como ilustrador, e é conhecido pela trilogia Otolina no Mar (2010), Otolina na Escola (2008) e Otolina e a Gata Amarela (2007), por exemplo.

A editora Rocco, que cuidou da publicação e tradução do livro aqui no Brasil, liberou um vídeo com o autor e o ilustrador falando mais sobre o livro e a história, é muito interessante, vale a pena dar uma olhada:

© 2017 MixSea | Desenvolvido no Wordpress por Dk Ribeiro