Curta sobre um garoto gay apaixonado é muito fofo!

04 08

2017

Os estudantes de animação Beth David e Esteban Bravo fizeram uma campanha de financiamento coletivo para produzirem um curta-metragem chamado “In a Heartbeat”. A meta era de 3 mil dólares, mas em novembro eles arrecadaram 14 mil, já por aí podemos perceber que o resultado realmente ficou bom.

“In a Heartbeat” tem a seguinte premissa: um garoto gay corre o risco de sair do armário por causa de seu próprio coração, que sai literalmente do seu peito para ir atrás do menino de seus sonhos!

Já estamos apaixonados, OK? Vem cá ver o curtinha:

O curta já tem mais de 15 milhões de visualizações e foi amplamente divulgado pela mídia justamente por se tratar de um assunto muito importante e que está em voga hoje em dia, tratando da homossexualidade de uma maneira muito bonita.

E você, o que achou?

“A Língua das Coisas” é o premiado curta metragem inspirado na obra de Manoel de Barros

15 02

2016

Curta-metragem selecionado pelo programa Curta Criança do MINC e TV Brasil, livremente inspirado na obra de Manoel de Barros, exibido e premiado em festivais de cinema no Brasil e no exterior. Realmente bom, vale a pena gastar um pouquinho do seu tempo para assistir.

Sinopse: Em um sítio, distante de tudo, vivem o menino Lucas e seu avô. O avô só sabe a língua do rio, dos bichos e das plantas. Lucas está cansado da rotina de pescar e das histórias inventadas pelo avô, que diz pescá-las no rio: palavra por palavra. Um dia, a mãe de Lucas vem buscá-lo para morar na cidade. Mesmo contrariado, o avô o encoraja a ir para aprender a falar língua de gente. Na escola, a nova língua não entra na sua cabeça. Não cabe. E pra piorar, ele começa a escrever uma língua inventada, só dele. Todos pensam que ele tem um parafuso a menos. Em seguida, sua mãe recebe a notícia da morte do avô. De volta ao sítio, Lucas corre em desespero na esperança de encontrá-lo, na ilusão daquela notícia ser uma história inventada. Mas não é. Desolado, ele se senta a margem do rio, e sem se dar conta, dezenas de palavras são trazidas pela correnteza.

 

E, aquele que não morou nunca em seus próprios abismos nem andou em promiscuidade com os seus fantasmas, não foi marcado. Não será exposto às fraquezas, ao desalento, ao amor, ao poema.

Manoel de Barros

© 2017 MixSea | Desenvolvido no Wordpress por Dk Ribeiro