Como eu era antes de você |Critica

11 07

2016

Título: Como eu era antes de você


Direção:
 Thea Sharrock

Ano: 2016

Duração: 1 hora e 81 minutos

Nacionalidade: EUA

Gênero: Drama, Romance

Nota: nota 5 MIXSEA

 

Dia 16/06 estreiou nos cinemas brasileiros a adaptação do livro Como eu era antes de você da Jojo Moyes. Já comentamos dos livros da autora aqui no blog, mas vamos ao filme.

A história de Louisa Clark é muito simples, ela levava uma vida monótona em uma pequena cidade no interior da Inglaterra com a sua família, trabalhando em um café, sempre muito criativa com roupas que realmente mostram a sua personalidade, de repente ela percebe que sua vida de sempre vai precisar passar por uma grande mudança, o café que Lou trabalhava durante muitos anos fecha, e ela sai em busca de um novo emprego, após ter tentado varias opções ela encontra um que poderia ser o ideal, como cuidadora de um tetraplégico.

E ai que chega a parte que nos interessa dessa história, Lou começa a trabalhar e cuidar de Will, um jovem que sofre um acidente de moto, Will perdeu completamente a vontade de viver e alegria, do outro lado temos Lou, uma menina cheia de alegria e cores, e a luta dos opostos é sensacional.

www.facebook.com/trechosemlivros

Com o desenrolar da trama percebemos o gelado coração do Will se amolecer e ser tomado pelas cores que vem de Lou, mas aqui temos um ponto negativo, se você leu o livro antes de ir ao cinema vai sentir falta da emoção transmitida pelos personagens com o desenrolar dos fatos, porém, se você não leu o livro, o filme é capaz de transmitir uma emoção que transborda nos olhos.

Não serei capaz de dar um grande spoiler sobre o final do filme, mas o fato é que ele traz uma grande lição de vida para todos os espectadores, nos chamando atenção para sempre pensar nos detalhes que a vida pode oferecer, e para aproveitar cada instante pois ele pode se tornar o ultimo.

 

”Você só vive uma vez. É sua obrigação aproveitar a vida da melhor forma possivel.”

 

A grande questão desse filme fica aberta para o espectador: ele teve ou não um final feliz?

”APENAS VIVA BEM. APENAS VIVA”

Trailer:

© 2017 MixSea | Desenvolvido no Wordpress por Dk Ribeiro