Fotógrafo cria série de auto retratos para documentar como se sente tendo depressão

25 01

2016

edward-zupi10

O jovem fotógrafo americano Edward Honaker foi diagnosticado com depressão quanto tinha apenas 19 anos, e conforme afirmou em entrevista ao HuffingtonPost, sua experiência era como estar em guerra com sua mente. Foi só dois anos depois de seu diagnóstico que Edward começou a entender o que se passava em sua cabeça.

Diferentes pessoas tem diferentes formas de lidar com isso, mas para ele, sua base foi uma série de auto retratos.Com a câmera ele conseguiu transformar suas emoções em algo visível, para tentar explicar àqueles que não conseguem entender essa doença.

Confira as fotos abaixo:

edward-zupi11

edward-zupi5

depressão-zupi2

edward-zupi7

depressão-zupi3

depressão-zupi13

A incrível e inovadora fotografia do seriado Hannibal

11 01

2016

Hannibal foi uma série de suspense/terror estadunidense cujo cancelamento foi anunciado em junho de 2015 (embora haja um relativo interesse em retomar a trama) e teve uma recepção bem favorável pela crítica especializada. Baseada nos elementos do livro Red Dragon de Thomas Harris, a trama mistura casos criminais, suspense e terror psicológico e foca relação amistosa entre o agente do FBI Will Graham e o psiquiatra Dr. Hannibal Lecter, interpretado de forma esplêndida pelo ator dinamarquês Mads Mikkelsen.

A direção de arte e fotografia (comandada por James Hawkinson) de Hannibal é fabulosa e inovadora. Elementos como o design de produção e fotografia combinam brilhantemente com o roteiro, o que molda o entendimento visual do expectador de acordo com a reação desejada, tonando a série mais emocionante.

 

A galeria abaixo contém apenas capturas de tela de cenas da primeira temporada do seriado. As seguintes imagens são dignas de sessões especificamente fotográficas:

Fotografia em Hannibal

As imagens de Hannibal cozinhando carne humana, por exemplo, são belíssimas e conseguem transmitir tanto a habilidade culinária, quanto a frieza do psiquiatra. O seguinte vídeo enviado por um fã do seriado ao Youtube exemplifica isso:

Optaram por usar na série em quase todas as cenas uma baixa profundidade de campo. Isso faz com que o fundo fique desfocado e com bokeh. Trata-se de algo muito subjetivo. Eu acho que, em Hannibal, isso contribui muito esteticamente. No entanto, há quem afirme se sentir desconfortável e até com uma certa sensação de claustrofobia. Talvez esteja aí uma das razões pro uso exagerado da baixa profundidade de campo: causar um certo desconforto visual de acordo com o que o roteiro pede.

~Extra~

O pessoal do canal online de humor “CollegeHumor” fez uma paródia de como seriam os pratos de Hannibal se fossem preparados de uma forma, digamos, um pouco menos sutil É hilário! Veja:

As duas primeiras temporadas de Hannibal estão disponíveis no serviço de streaming Netflix neste link.

Ringo Starr acha fotos perdidas dos Beatles durante faxina em sua casa

06 01

2016

Ringo Starr achou quase 800 fotos perdidas dos Beatles em meio a bagunça, e em meio as lembranças da época de banda, em casa. Como o baterista não é bobo, reuniu as fotos em um livro, já que fez parte de uma das maiores bandas da história do mundo.

Este é o livro de fotos que Ringo lançou.

As fotos e alguns artigos também achados foram levados a leilão, muito rentável, é claro. Veja algumas das fotos achadas:

Antes do show em Big Beat, Tower Ballroom, New Brighton, 1961

Delhi, Julio 1966

Gravação de “€˜Hey Bulldog,” Studio 3, Abbey Road Studios, Feb. 11, 1968

 

Este post ainda não acabou, clique para ler mais

Este post ainda não acabou, clique para ler mais

Continue lendo »

Mãe transforma e fotografa a filha como personagens de contos de fadas

28 12

2015

Os pais nerdes nos proporcionam imagens lindas de seus filhos! E dessa vez a filha de uma talentosa usuária do reddit conhecida como “cherieish“, que nos deixou encantados com tanta lindeza. A mãe é quem criou todas as fantasias de personagens de contos de fadas que você vai ver, bem como os cenários e a produção das fotos! De Alice à Chapeuzinho Vermelho e Branca de Neve a princesinha vai te conquistar com tanta fofura!

Por favor pais nerdes, continuem se inspirando assim, porque nós amamos! Olhem as fotos:

Branca de Neve

08 - 8wGMJoc

07 - hu4Pnug

Wendy de Peter Pan

19 - FA7R9Xi

18 - uL9UtH5

17 - zQhca6h

Cinderela

12 - 7pFSLNw

11 - kzfSX34

10 - 279Oiqt

09 - jwmN16l

Chapeuzinho Vermelho

06 - JcN7vYG

05 - jlDLOpE

04 - A2jU8Oh

Aurora de A Bela Adormecida

13 - LFNB7wH

16 - xNkDjQl

15 - svn6yfE

14 - 8Zbeb3h

É muito linda! O que acharam?

Série fotográfica retrata a vida de militares transgêrenos

20 12

2015

O fotógrafo britânico Stephen King (não, não é o escritor) desenvolveu um projeto e fotografou pessoas trans do serviço militar do Reino Unido.

 

“Durante uma festa do Exército, Penny se fantasiou de colegial – com saia, peruca e tudo. Um de seus colegas disse que ela parecia confortável de saia e Penny percebeu que ele estava certo. Ela fez a transição em 2007 e recebeu todo o apoio de seus colegas.”

 

 

O título da série fotográfica é bem sugestivo: “Dry Your Eyes Princess” (Seque seus olhos, princesa). Trata-se de um termo depreciativo usado informalmente dentro das Forças Armadas para ridicularizar algum indivíduo que porventura chore e demonstre fraquezas/sofrimentos e incentivá-los a endurecer.

 

 

“Caroline nasceu em 1959 e começou a servir o Exército aos 14 anos. Ela foi a primeira trans a continuar prestando serviço militar na Inglaterra após ter feito a transição.”

 

 

“Christine entrou no serviço militar em 1979, quando tinha 22 anos. Em uma noite, ela e um amigo sairam para dançar vestidos de mulheres e foram pegos por oficiais. O sargento responsável pela equipe de Christine tentou intimidá-la de todas as formas, até que ela desistiu e deixou o Exército em 1984.”

 

 

 

 

 

 

 

 

“Todo esse tempo, ela se vestia escondida. Descobrindo a internet em 2000, sua vida mudou. Ela começou a conhecer outras pessoas trans e saiu publicamente pela primeira vez.”

 

 

 

 

 

 

 

 

 

No dia da exposição da série fotográfica no museu, fizeram um vídeo entrevistando o fotógrafo e algumas das participantes. No vídeo, elas falam um pouco de sua história, do que sentiram ao posarem para as fotos e como era ser um militar transgênero. É muito interessante o relato delas, vale a pena assistir ao vídeo, infelizmente o vídeo está em inglês, se você não conseguir entender, vale também pelas imagens:

Este post ainda não acabou, clique para ler mais

Este post ainda não acabou, clique para ler mais

Continue lendo »

© 2017 MixSea | Desenvolvido no Wordpress por Dk Ribeiro